Cruz Expectante (r)
Página Inicial
Vida e Obra do Patrono da Igreja Expectante
Textos de ou sobre Cedaior, Sevãnanda, Thoth e Ischaïa
Biblioteca
Mapa dos Núcleos
Perguntas Frequentes
Entre em Contato
Como entrar para a Egrégora Expectante


A Cruz Expectante


É uma cruz que por si só e por seu simbolismo já é bastante eloqüente. Como já foi dito em outra área deste site, somos uma Igreja Ecumênica, que pratica o Ecumenismo, procurando condensar, fundir todas as Religiões numa só Igreja. Assim sendo, para nós não há DIFERENÇAS profundas nas Essências Filosóficas, mas, sim, nas criaturas humanas, que procuram se adaptar às filosofias que mais coisas têm para as suas conveniências. Ou permanecem simplesmente onde foram batizadas por questão de seguir os seus familiares. Porém, quantos há neste estado que não freqüentam as suas próprias Igrejas?

 

A nossa Cruz é eqüilátera por acharmos que, de Norte a Sul, Leste a Oeste, todos os ângulos são os mesmos. Assim, as supostas diferenças são do indivíduo para o indivíduo, de acordo com suas convenções e maneira de ser.

 

Mas a Essência fundamental é que viemos do mesmo PAI pelo processo de INVOLUÇÃO e atingimos o PAI pela nossa EVOLUÇÃO. De forma que, insofismavelmente, somos todos irmãos. O resto são concepções e adaptações para os interesses pessoais em prejuízo muitas das vezes da coletividade.

  

O símbolo que entrelaça a Cruz vem do sânscrito. Representa o Nome do Criador na Letra Sagrada AUM, que nós pronunciamos OM, sendo o princípio das nossas preces.

 

Então, até agora temos a Cruz, símbolo aceito amplamente em todas as partes, especialmente no Ocidente, ABRAÇADA pelo OM oriental. Ocidente e Oriente abraçados... Nada mais atual para as necessidades do mundo de hoje...

 

O Triângulo, o Ponto e o Bindhú são: o Material, o Imaterial e o Infinito. O Triângulo pode ser interpretado também como representação do trino Pai, Filho e Espírito Santo e, ainda, dos princípios de Liberdade, Igualdade e Fraternidade.

 

O Ponto, em termos místicos, configura a única forma gráfica de representar Deus: o ponto de onde emanam todas as outras coisas.

 

Juntando o Ponto com Bindhú temos o OLHO QUE TUDO VÊ, Deus Onipresente, Onipotente, criador e sabedor de tudo.
 

© Todos os direitos reservados © Egrégora Expectante - Site Oficial   
igrejaexpectante@igrejaexpectante.org